quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Musica:Páginas de Sangue.

Páginas de sangue:

Tudo está tão diferente;
De como sempre foi;
Agora apenas posso te olhar;
Mas antes fazia parte dos seus momentos;

Tudo mudou;
Até o que parecia;
Não ser tão importante;
Para nos dois;
Quando penso em você;
Dou vida aos sentimentos;

Mas agora isso traz a dor;
Fico preso no passado;
Com a dor que agora;
Me faz pensar que isso é o fim;
Para nos dois;

Penso no passado;
E no que ainda restou;
Das lembranças;
Mas isso me machuca;
Por estar sozinho agora;

Recordando as cinzas;
Das histórias esquecidas;
Do nosso passado só sobrou;
Paginas cobertas de sangue;

As lembranças agora trazem a dor;
Fico preso em tudo o que se foi;
E a saudade me sufoca;
Quando penso em você.

Escrito por : Leonardo Menezes Esteves.

segunda-feira, 4 de outubro de 2010

Poema:Momentos Melhores.

MOMENTOS MELHORES

Os dias já não são os mesmos;
O passado parece ser o futuro;
Do que nunca aconteceu;
Nossos momentos retrocederam;

Há anos atrás;
Quando nos conhecemos;
E tudo começou;
Mas agora parece que o nosso tempo;
Jamais existiu tudo foi esquecido na memória;

Tudo recomeça ou termina agora?
O passado em momentos singelos;
É esquecido, e no futuro talvez;
Um novo olhar;

O passado nos ensinou;
Em momentos melhores;
E a mudança vem nos separar;
Com novas mascaras;

Do que nunca fomos;
O passado volta atrás;
Em apenas lembranças;
E muitas se perdem nas chamas do esquecimento;

O novo futuro será;
A reconstrução de um passado perdido;
Em que o perdão será a evolução;
Começada pelo fim e reescrita na memória.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

quarta-feira, 29 de setembro de 2010

Poema:Lembranças Passageiras.

Lembranças passageiras

Estamos tão longe;
E ao mesmo tempo tão perto;
As horas parecem não passar;
O viver se transforma em um filme em preto e branco;
Os gestos parecem não ter mais valor;

O amor morre e desaparece;
Como as lembranças do que nunca aconteceu;
A vida real é um sonho dos dias tristes;
Olho e vejo como tudo pode ter acabado assim;

Você esconde sua dor;
Os dias estão cinzentos;
Toda cor e beleza se perdem em gestos ocultos;
A flor que se escondeu;

Dentro de si mesma;
Que se magoa sem perceber;
Estamos tão longe;
Em nossos olhares tudo esta sendo esquecido;

Será que a felicidade morrerá assim;
Queria desvendar seu vazio;
E do inicio fazer tudo florescer;
E do vazio um novo recomeçar;

Nossos sentimentos sumiram derrepente;
E o que ainda resta não é o suficiente;
São apenas lembranças;
Que viraram simples imagens;

Eu sei que tudo não é;
Como parece ser;
Mas o que vai mudar é o que você faz;
Para tudo acontecer;

Hoje acordei com lembranças;
Do que nunca aconteceu;
Parecia um sonho tão real;
Me vi dentro de um filme;

De tudo o que eu devia ter feito;
Vivi os meus defeitos;
Um sonho veio me guiar;
E derrepente amanheceu;
E tudo se tornou real.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Poema:Lembranças Distantes:

LEMBRANÇAS DISTANTES

Os dias vêm e vão;
O tempo passa a cada instante;
Mas nada parece mudar;
O tempo está passando sem se mover;

Vejo você bem distante;
Atrás de uma janela;
Vejo como você se sente;
Tento lembrar ou esquecer?

Como era o nosso tempo junto;
O vazio vem consumir nossas lembranças;
Tudo morre lentamente;
Nossos momentos se apagam;

O coração que antes ferido;
Começa a se recuperar;
As cicatrizes somem;
Tento compreender e guardar o que ainda resta;

Este seria o fim?
Ou um novo começo!
As escolhas já não importam mais;
Tudo morrera entre nós;

Ou tudo voltará atrás;
Nossas lembranças estão se apagando;
E o coração agora esfria;
A nevoa cobre nossos olhares;

E o tempo perde a vida;
Entre nós o que ainda resta?
Este será o fim?
Ou um novo recomeçar;

Nossos momentos morrem lentamente;
Será que tudo voltará atrás;
Será que tudo será puro;
Como o sentimento do mais puro arrependimento.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

quarta-feira, 22 de setembro de 2010

Poema Gótico:Amargo Sofrer:

Amargo Sofrer

Morrer para alguém;
É sufocar-se a não querer levantar;
Ajoelhado as cinzas de uma guerra perdida;
Lembranças sempre serão cicatrizes vivas;

Que ferem sentimentos frágeis;
Com sangrentas recordações;
Coração partido e vulnerável;
Que morre pela verdade;

Envenenado pela amargura;
Sem a esperança de uma possível cura;
Vivendo no vazio do esquecimento;
Onde os dias são sombrios;
Como o templo dos corpos frios.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

terça-feira, 21 de setembro de 2010

Musica:Um Erro.

Um Erro

Tudo parece estar errado;
Longe de você;
Momentos são recordações;
De um passado marcado na memória;
Eu queria que tudo pudesse ser;
Como era antes;

Um erro fez tudo mudar;
Nossos caminhos se partiram;
E as paredes já não nos prendem mais;
Agora a distancia vem nos separar;
E a dor vem nos ferir;

Com sentimentos que não se apagam;
Tudo parece estar errado;
Tendo que tentar te esquecer;
Minhas desculpas já não funcionam mais;

Pra onde vou fugir;
Com esse vazio tão intenso;
Sem ter ninguém pra me consolar;
Como tudo foi acabar assim;
Dias e noites intermináveis;

 E horas sem fim;
Assim era estar ao seu lado;
Agora a distancia vem nos separar;
Momentos são recordações;
De um passado marcado na memória;

Um erro fez tudo mudar;
Nossos caminhos se partiram;
E as paredes já não nos prendem mais;
Agora a distancia vem nos separar;
E a dor vem nos ferir;

Dias e noites sem dormir;
Sufocado em um fim.
Sem ter onde fugir;
Como tudo foi acabar assim.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves

sábado, 18 de setembro de 2010

Musica:Novo Amanhecer:

Novo Amanhecer:

Eu não sei pra onde vou;
E aonde vou chegar;
Sem você para me guiar;
Eu espero os dias que parecem nunca passar;

Sem você não sei pra onde ir;
Ilumine meu caminho com seu olhar;
Tudo o que eu queria;
Era estar bem perto de você agora;
                                                                  REFRÃO
No passado você partiu;
Sem me dizer adeus;
E me deixou em lembranças;
De tudo o que passou;

Eu não sei se é tarde demais;
Para te procurar;
Enquanto os dias passam sem você;
Se nossos momentos se afogarem em lagrimas;
A ultima gota a cair será a esperança;
De um novo amanhecer;

Por que o sol sempre ira brilhar;
Mesmo que a escuridão;
Tome conta dos nossos dias;
Por que o amor é mais forte;
Que a solidão de dias sangrentos;
                   REFRÃO

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

CRIANDO MUSICAS NOVAS E UM PROJETO MUSICAL FAROL 83. RETORNEI AO ATENDIMENTO DIÁRIO DO BLOG AS POSTAGENS SERÃO RESPONDIDAS OBRIGADO A TODOS.


quarta-feira, 28 de julho de 2010

Musica:Recomeçar.

Recomeçar

O que falar quando palavras perdem seu valor;
E você já não me escuta mais;
Sei que erro tantas vezes sem admitir;
Mas tenho medo que dessa vez te perdi pra sempre;

E que não há mais chances de recomeçar;
Já não há mais tempo a perder;
Como posso concertar o passado;
Se você já não me escuta mais;

Você acha que minhas palavras perderam o valor;
Como posso te contar;
O quanto estou sofrendo agora;
Sei que erro tantas vezes sem admitir;

Mas tenho medo que dessa vez;
Perdi você pra sempre;
E que não existem mais chances de recomeçar;
Como consertar tudo o que passou;

O que falar quando palavras perdem seu valor;
E você já não me escuta mais;
Sei que erro tantas vezes sem admitir;
Mas tenho medo que dessa vez te perdi pra sempre;

Já não há mais tempo a perder;
Como consertar tudo o que passou;
Sei que erro tantas vezes sem admitir;
Mas tenho medo que dessa vez;
Te perdi pra sempre;
E que não existem mais chances de recomeçar.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Musica:Poucas Horas.

Poucas Horas:

Faltam poucas horas;
Para o dia acabar;
E tudo começar de novo;
Mas o tempo não volta jamais;
Não deixe nada para atrás;
Para descobrir que poderia ter dado certo;

Mas foi tarde demais;
E o tempo acabou;
Os dias passam;
E eu aqui com tantos planos a realizar;
Mas as duvidas nos cercam;
Por onde começar;

Sinto que estou tão sozinho agora;
Tão longe de você;
Mas nada é capaz de impedir;
Que lembranças voltem atrás;
Sinto que ainda estamos tão perto;

Mesmo que eu pareça estar sozinho agora;
Os dias passam e eu fico a te esperar;
Continuo andando procurando te encontrar;
A vida às vezes é tão complicada;
O que nunca nos deixa se entregar;
Nos dias em que tudo parece dar errado;

Eu sempre fecho os olhos;
Esperando a poeira baixar;
Dias e noites se vão;
E eu ainda espero te encontrar;
Quando você entrar pela mesma porta;
Em que tudo começou.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Poema Gótico:Anjo Sedutor:

ANJO SEDUTOR
Nunca me deixe em noites solitárias;
Em lembranças tristes;
De um puro amor que não existe;
Anjo que me encanta e seduz;

Possuindo meu corpo;
O tragando a perdição;
Cegando meus olhos a uma imensa paixão;
Anjo que me enfeitiçaste;

Para você entrego meu destino;
Que esse amor possa ser real;
Que não existam barreiras para nos separar;
Que esse momento chegue antes da solidão agonizante;

Que esse dia chegue a tempo;
Antes que possa matar o amor vertente;
Que as chamas ainda esquentem;
A paixão ardente;

Não quero ficar longe de você;
Conquistaste-me alem de sua imagem;
Abriste meu coração;
Iluminou meus olhos a paixão.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.
Posso ser real ou ilusão pra você;
Prendi-me em seus sentimentos me tornei parte de você;
Torne isso real ou mate meu espírito iludido.

sábado, 26 de junho de 2010

Musica:Parece Loucura:

Parece Loucura

Sou comprometido a alguém;
Que não posso tocar;
O que ainda nos manten;
Apesar da distancia;
Nossa situação é complicada;
Mas temos que continuar;

Não vá desistir agora;
A estrada é longa; 
Mas não é capaz de nos separar;
Te espero em meu coração;
Sei que você é real;
Sinto seu calor;
Procuro por você aonde quer que possa estar;

Sinto a cada dia que estou mais perto de você;
Sei que você é real;
Sou comprometido a alguém;
Que não posso tocar;
O que ainda manten o meu calor;

Parece loucura amar;
Amar alguém que não se pode tocar;
O que ainda manten nosso calor;
Apesar das distancias que nos separam;
Sei que você é real;
Sinto que estou mais perto de você;

Mesmo sem saber como é seu jeito;
Sou apaixonado por alguém;
Que não posso tocar;
Nossos olhares estão tão distantes;
Espero ter uma chance;
De ter você ao meu lado.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

sexta-feira, 25 de junho de 2010

Musica:Voltar Atrás:

Voltar Atrás

Como saber se tudo esta;
Certo ou errado entre nós;
Como prever os dias incertos;
Como consertar os erros;
O tempo passa e só nos restam lembranças;
De tudo o que passou;

Queria poder voltar sempre atrás;
E consertar nossos erros;
Para nunca mais me prender a lembranças;
Do que eu devia ter mudado;
Não se pode mudar o futuro;
É um segredo escrito no destino;
Marcado por passos e incertezas;

Eu queria sempre poder voltar atrás;
Cada segundo com você passa muito rápido;
 A eternidade é não estar ao seu lado;
Acelero o tempo ao meu favor;
Crio o amanhã na rotina de estar sempre ao seu lado;
Volto os dias do passado para nunca te perder;
A eternidade é estar longe de você;

Vivo nossos momentos intensamente;
Com medo que tudo pudesse acabar;
Giro o ponteiro do relógio para trás;
Com medo que o tempo possa passar;
E nossa historia se apagar em lembranças;
De tudo o que passou;
Crio o amanhã na rotina de estar sempre ao seu lado;

Eu queria poder sempre voltar atrás;
Cada segundo é muito pouco ao seu lado;
A eternidade é não estar ao seu lado;
Acelero os dias ao meu favor;
Crio o amanhã na rotina do passado;
Volto às lembranças para nunca te perder;
Por que a eternidade é estar longe de você.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Poema Gótico:Anjo de fogo:

Anjo de fogo

Olhei em seus olhos;
Senti o frio te magoar;
Ouvi o som do vento revelando sua dor;
Quando você estava sozinha;
Triste por falta de carinho;
Perdida em solidão;
Sentindo um vazio em seu coração;
Resolvi aparecer e te salvar;
Como o anjo dos seus sonhos;
Guiarei-te pra onde for;
Pelos caminhos ardentes do amor;
Deixe-me viver de seu calor;
Nunca me deixes morrer por falta de amor.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

sábado, 19 de junho de 2010

Musica:Lembranças Mortas:

Lembranças Mortas


Tento compreender a frieza do seu corpo;
Pra onde foi o seu espírito;
Tento reviver o passado morto;
A manhã é fria e sanguinária;
Em solitários lamentos;
Tristes recordações;

Lagrimas de sangue jorram em cruéis lembranças;
Sentimentos sufocantes;
Romances cicatrizados;
Sofrimentos vividos na dor profunda da paixão;
Tento reviver no passado morto;
Nossos momentos de puro amor;

Lagrimas de sangue jorram;
De nossos sonhos destruídos;
A manhã é fria de sonhos mortos;
Lagrimas de sangue jorram;
Como nossas lembranças alegres;
Que o tempo não pode resgatar;

Nosso amor era tão profundo;
Nosso calor era tão puro;
Sou forçado a me lamentar;
Sem você para me guiar;
Você era a luz de esperança;

Sigo caminhando sem saber pra onde ir;
Recordando o passado;
Lembrando dos nossos momentos;
Você era a luz de esperança;
Vivo a caminhar sem saber pra onde ir;
Procurando um caminho;
Pra mais perto de você.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Poema Gótico:Corpos Petrificados

Corpos Petrificados:

Falsidades sangrentas,
Venenosas em palavras,
Que penetram profundamente em nosso corpo,
Mórbidos corpos ao amanhecer,
O preço que se paga por atos sombrios;
O oculto da realidade,

Incompreendidos fantasmas,
Que vivem nas sombras noturnas,
Em seus templos ocultos,
Vidas solitárias e tristes,
Tudo parece tão frio,
O mundo engana a todo mundo,

Sentimentos são fatais,
Sangrento sofrer sentimental,
Sonhos que nunca se realizarão,
Promessas que não se podem cumprir,

A realidade destrói a fantasia,
Atormentando nossos sonhos,
Ferindo nosso corpo,
Com palavras árduas.

Escrito por: Leonardo Menezes Esteves.

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Poema Gótico:Espíritos Distantes.


Espíritos Distantes:

Como posso viver;
Sem motivos para continuar;
Queria que o amor pudesse ser real;
Sangro por dentro;
Sufocado em minha pureza;
A solidão que arde em meu corpo condenado;
Qual será a grande razão de viver;

Se apenas sofrimentos são marcados em nossa mente;
A dor invisível que nos faz sangrar;
Não existe dor maior do que não ter motivos para existir;
Sinto o gosto de sangue em minha boca;
Minha mente vazia que se torna uma alma vagante;

Distante do mundo real;
Onde sonhos são metas cruéis;
Sinto me afastar desse destino solitário;
Em que queria partir em um espírito viajante;
Queria terminar minha missão mortal;

O mundo é frio em sentimentos;
A verdade escondida é aprisionada;
Em palavras nunca ditas;
Do amor nunca vivido;
De sonhos nunca realizados;

O tempo perdido em atos de incerteza;
De que tudo pode dar errado;
Passos imóveis paralisados na magoa de não ser aceito;
Tentativas que perseguem nosso amanhã;
Em uma escolha para toda a eternidade.

Escrito por :Leonardo Menezes Esteves.

terça-feira, 4 de maio de 2010

Poema Gótico:Momentos Finais.



MOMENTOS FINAIS

O que aconteceria na incerteza do amanhã;
Se fosse seu ultimo dia;
Momentos finais;
Acho que morreria por perder seu sorriso;
Não ver mais seu rosto;
O mundo seria um vazio sombrio;

Suas lembranças me machucariam;
Essa dor me levaria à morte;
Perder meu mundo em seu silêncio;
Lamentaria a triste realidade;
Como posso viver sem você?

Como posso continuar sabendo que nunca mais a veria;
Em que tudo seria um vazio imenso;
Feridas em minha mente;
Que não quer acreditar;
Que um dia pudesse te perder;

A manhã se torna fria;
Vazia sem seu corpo pra me esquentar;
Sem seu amor pra me fazer continuar;
As lembranças são dolorosas;
E o futuro já não importa mais;
Sem ouvir sua voz;
Sentir seu coração.

Escrito por :Leonardo Menezes Esteves.